cegueira

12 principais causas para cegueira

A cegueira é uma condição caracterizada pela perda da habilidade de enxergar, mesmo com a melhor correção, seja com uso de óculos ou lente de contato. Pode ser de dois tipos: reversível ou irreversível.

Pode ocorrer desde o nascimento e, nesse caso, é chamada de cegueira congênita, ou ainda ocorre mais tardiamente, denominada então de cegueira adventícia ou adquirida.

De acordo com dados da Sociedade Brasileira de Oftalmologia, estima-se que existam 37 milhões de cegos no mundo. 82% das pessoas que vivem com o problema têm mais de 50 anos, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS).

Pacientes diabéticos, hipertensos, com alterações na tireoide ou artrite reumatóide devem prestar especial atenção à saúde dos olhos, mantendo consultas regulares com o oftalmologista.

Decorrência

Privação congênita ou perda – parcial ou total, transitória ou permanente – da visão, a cegueira pode decorrer de lesão no próprio olho, nas vias ópticas ou nos centros nervosos superiores, com causas diversas, desde traumas oculares até doenças congênitas.

Pode ser proveniente de:

  •     doenças infecciosas (tracoma, sífilis);
  •     doenças sistêmicas (diabetes, arteriosclerose, nefrite, moléstias do sistema nervoso central, deficiências nutricionais graves);
  •     traumas oculares (pancadas, ação de ácidos);
  •     causas congênitas e outras (catarata senil, glaucoma, miopia maligna).

Cegueira reversível

Neste caso, o problema pode ser transitório, quando ocorre a perda da habilidade de enxergar apenas por um intervalo indefinido de tempo. Neste caso, a pessoa acometida pela complicação pode voltar a enxergar.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que 75% dos casos de cegueira no mundo são tratáveis ou preveníveis. Por isso, ir ao oftalmologista regularmente é uma das melhores formas de prevenir doenças que causam o problema de visão.

As principais causas reversíveis são:

  1. Catarata: afeta o cristalino, considerado a lente natural do olho. Acomete principalmente pessoas com mais de 60 anos.
  2. Opacidade da córnea
  3. Tracoma: conhecida antigamente por “dordolho”, é uma doença inflamatória causada pela bactéria Chlamydia trachomatis;
  4. Descolamento de retina: reversível se operado com urgência
  5. Enxaqueca: causa perda parcial ou visão de pontos luminosos

Irreversível

Existem também a definitiva, quando a condição se torna permanente e irreversível. As principais causas irreversíveis são:

  1. Glaucoma avançado: afeta o nervo óptico. É a maior causa de casos de perda de visão no mundo;
  2. DMRI (Degeneração Macular Relacionada à Idade): pode ser ocasionada pelo aumento da idade, fumo, obesidade e histórico familiar. Afeta a visão central.
  3. Retinopatia diabética avançada
  4. Deficiência de vitamina A (principalmente em crianças)
  5. Neurite óptica: inflamação no nervo óptico
  6. Ambliopia: popularmente conhecido como “olho preguiçoso”;
  7. Derrame cerebral (AVC), retinite pigmentosa e tumores são outras causas menos comuns.

Diagnóstico

Em todos os casos, para diagnosticar a cegueira o oftalmologista realizará testes de acuidade visual (clareza de visão), biomicroscopia, exame de fundo de olho, medida de pressão intraocular e em alguns casos, exame de campo visual para avaliar visão periférica.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como oftalmologista em Curitiba!

Comentários
Dr. Fabio Sabbag

Posted by Dr. Fabio Sabbag